quinta-feira, fevereiro 29, 2024
No menu items!
Mais
    InícioIdeias e InspiraçõesTrash the Dress (destruir o vestido): ensaio fotográfico irreverente

    Trash the Dress (destruir o vestido): ensaio fotográfico irreverente

    Trash the Dress é uma expressão em inglês que significa “destruir o vestido“. Esse estilo de sessão de fotos conquistou muitos casais por ser diferente e descontraído, captando momentos diferentes e únicos dos noivos. A noiva, vestida com o traje do casamento, e o noivo, também vestido elegantemente, se unem a paisagens e cenários cinematográficos para atividades diferentes e inusitadas.

    O objetivo das fotografias é contrastar os elegantes e delicados vestidos de noiva com cenários exóticos e rústicos, como ruas da cidade, monumentos abandonados, telhados de casas, ferro velhos, depósitos, pontes, florestas, fazendas, riachos, praias, lagoas, cachoeiras e montanhas.

    Trash the dress: fotos sujando o vestido

    As fotos de Trash the Dress são tiradas após o casamento e alguns vestidos chegam ao final realmente estragados. As noivas podem comprar um vestido para a realização das fotos ou alugar em lojas especializadas. Muitas empresas alugam vestidos e trajes masculinos somente para o Trash the Dress. Mesmo que não seja o mesmo vestido do casamento, a noiva pode tirar fotos à vontade, sem remorso ou culpa.

    “Tudo o que não pudemos fazer no dia do nosso casamento, fizemos depois. Aluguei um vestido somente para essa finalidade e aproveitei. Eu e meu marido deitamos no chão, rolamos na grama, corremos na praia e até mergulhamos no mar, vestidos conforme nos casamos”, lembrou aos risos Lara Rodrigues, de 36 anos, que mora no Rio de Janeiro e está casada há cinco meses.

    Trash the Dress: fotos descontraídas

    O ideal é que os noivos escolham um local que seja especial para eles, que possua significado ou que consiga exprimir suas personalidades.

    O fotógrafo Jared Windmüller, especialista em fotos de Trash the Dress, falou que essa tendência de fotos é muito comum nos Estados Unidos e na Europa, mas a aceitação no Brasil tem crescido muito. Windmüller já fez dois álbuns de Trash the Dress este ano e explicou que algumas noivas preferem incluir as fotos dentro do álbum de casamento tradicional e outras decidem produzir um álbum somente com essas fotos.

    Em média três profissionais trabalham no ensaio fotográfico, que pode durar de três a quatro horas. Segundo Windmüller, o horário mais apropriado é à tarde, pois a luz natural do dia e do pôr-do-sol podem ser aproveitadas. O profissional lembrou que as fotos são tiradas geralmente depois da lua-de-mel, pois o casal já está descansado e até inspirado.

    Trash the dress: momentos descontraídos

    “O casal participa sempre junto. Eles brincam, correm e se divertem durante a sessão fotográfica, mas nada impede que façamos algumas poses individuais também”, comentou.

    O lugar mais exótico que o fotógrafo planeja fazer fotos é em um lago dentro de uma gruta, mas confessou ainda não ter encontrado uma noiva que se habilite. “Há um mês atrás encontrei uma floresta de eucalipto, um cenário perfeito para um ensaio, cuja paisagem era encantadora. Lembrava aquelas paisagens européias, mas com a vantagem de ficar somente a alguns passos da praia”, recordou.

    O valor da sessão fotográfica varia de R$600 a R$1 mil, de acordo com o tempo de trabalho e o local.

    Serviço:

    Jared Windmüller
    (48) 3369-1673

    Publicidadespot_img

    FAVORITAS

    Mais recentes