Política de Cookies
quinta-feira, maio 30, 2024
Mais

    Ciclos da lua

    Vamos entender sobre os ciclos internos da lua, a tendência dos comportamentos femininos.

    Lua nova

    É a lua menstrual (para quem menstrua), o período de limpeza, período de regeneração, purificação do útero (onde há a descamação), renovação do sangue do nosso corpo. E o mesmo ocorre psiquicamente.

    Nesta semana da lua nova, também existe a limpeza e renovação de emoções, de maior sensibilidade. Então, este é o momento de descansar, de ficar quietinha, de se acolher, de se ouvir, de ficar em repouso, desmarcar as reuniões e corre corres do dia-a-dia.

    Nesta fase é importante também estar atenta aos seus sonhos, pois por sermos seres psíquicos e estarmos ligados à energia psíquica da lua, através dos sonhos podem vir insights, clarezas, questões à tona do inconsciente e observados com atenção, podem servir como ferramenta de autoconhecimento.

    Lua crescente

    É a fase pré-ovulatória, o período de vitalidade, de expansão, ação, uma fase onde estamos abertas para o mundo exterior.

    Fase ótima para colocar os projetos à tona, de vender, de começar um projeto, planejar o casamento, comunicar o sonho de ter filhos, de como gostaria que fosse sua casa ou sobre como os assuntos favoritos do casal podem somar.

    Momento para fazer amor com o objetivo de ter maior união e conexão entre o casal. Onde há maior libido, lubrificação vaginal natural e tesão (para algumas mulheres acontece na fase da lua crescente e outras na fase da lua cheia). É quando ocorre melhor conexão entre o casal e devem se atentar aos momentos “pós-amor”. Quando permanecem juntos.

    É o momento ideal para criar conexões que podem durar por meses e impactar o relacionamento de forma positiva. Aproveite este momento para apenas sentir um ao outro, a respiração, o coração, a sensação, sem pensar ou julgar, apenas vivencie o agora e vocês podem descobrir sensações prazerosas antes não percebidas.

    Lua cheia

    É a fase ovulatória, o período onde estará mais carinhosa, amorosa, acolhedora, onde sentimos mais gratidão, vontade de auxiliar os demais, onde estará mais comunicativa, expansiva, externa, com maior libido e tesão.

    Momento de realizar projetos, sair do casulo, fazer amor para gerar os filhos sonhados ou materializar os projetos desejados.

    Lua minguante

    Onde retornamos ao nosso casulo, para finalizar e reiniciar o ciclo novamente. É a fase da TPM. Que nada mais é do que uma fase que traz à tona processos do seu ser que já existem e precisam ser olhados, ressignificados, para serem curados.

    Em todas as demais fases, acaba-se por reprimir algumas emoções, ou deixar situações passarem sem perceber ou querer resolver. E devido a energia psíquica estar voltada para fora (nos demais ciclos), então, estas questões internas não vem à tona. Mas então, no momento de lua minguante, elas emergem para serem olhadas, para que se possa olhar para dentro e aprender a digerir estes sentimentos.

    Por isso, atenção, este momento não é para se resolver nada. Evite tomar decisões nesta fase, pois pode se arrepender depois. Quando estas questões vierem à tona é o momento para observar o corpo a te explicar: a raiva, a sensibilidade, o choro, o desânimo, a procrastinação. Independente do que você sinta, não se julgue.

    Cada mulher vai sentir de uma forma, sendo importante neste período tomar consciência dos seus sentimentos e nomeá-los, quando ocorrer, perguntando-se: como me sinto agora? Com raiva? Chateada? Cansada? Estressada? Triste? Com dor? Pessimista? Com orgulho? Dê um nome para o que você sente. Importante estar presente para isso. Para quando entrar no ciclo da lua minguante, perceber que se pode ficar mais irritada ou apresentar um dos sentimentos mais do que os outros.

    E é algo que já estava dentro de você, porém, na TPM, é acentuado, pois assim vamos nos autoconhecendo e aos processos que nos habitam, para tomada de consciência. E após adquiri-la, acolha-se!

    Acolha suas necessidades sejam quais forem: dormir mais, comer mais, se enrolar em um cobertor quentinho, tomar um banho demorado, sair para caminhar descalça, pisar na grama, receber um colo, ouça o seu corpo emocional e acolha ele nas ações necessárias que gritam em você neste período e observe novamente, o que acontece com você, como se sente, ao acolhê-las, ao invés de suprimi-las. Vai perceber um poder pessoal e amor próprio brotarem com força em seu ser.

    Está gostando do tema? Ainda não terminou. Na próxima postagem vou te contar sobre as melhores terapias para se praticar durante os ciclos lunares. Bateu curiosidade? A próxima postagem sai já, já. Até lá!

    Um abraço com carinho,

    Raquel Toledo

    Publicidadespot_img

    FAVORITAS

    Mais recentes